Terça, 24 Maio 2022 | Login
Senai Cimatec realiza pesquisa nacional sobre Inteligência Artificial

Senai Cimatec realiza pesquisa nacional sobre Inteligência Artificial

O Senai Cimatec, do sistema da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), vai coordenar uma pesquisa nacional em inteligência artificial com foco na indústria. Trata-se de uma chamada pública que divulgou os nomes dos seis centros de pesquisas envolvidos em evento online. O Cimatec e os parceiros do projeto serão responsáveis, futuramente, pela implementação de uma plataforma digital aberta de ciência de Dados e inteligência artificial para a Indústria 4.0.

A chamada é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Comitê Gestor da Internet no Brasil CGI.BR e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Cada centro receberá R$ 1 milhão de investimento por ano, por um período de até 10 anos. Empresas parceiras também disponibilizarão o mesmo valor, o que totaliza R$ 20 milhões por Centro.

Atualmente, o Centro de Referência em IA do Cimatec tem, em desenvolvimento, estudos sobre Visão Computacional (processamento de imagens do mundo real por computador), Machine Learning (Aprendizagem de Máquina), Deep Learning (aprendizagem profunda de máquina), processamento de linguagem natural.

“Muitas pessoas acham que a IA ainda é uma ciência de um futuro distante, mas muitas das tecnologias desenvolvidas já estão presentes no nosso cotidiano, como sistemas de reconhecimento facial, robôs de atendimento ao consumidor, e até estudos sobre ondas de infecção da Covid”, explica o gerente do Centro de Supercomputação do Senai Cimatec, Adhvan Furtado (foto).

Itens relacionados (por tag)

  • Via Parafuso segue com pista bloqueada após tombamento de caminhão carregado de amônia

    Um caminhão tanque transportando amônia tombou na altura do km 00 da BA-535 (Via Parafuso), nesta quinta-feira (19), por volta das 4h, sentido Polo Petroquímico, na rotatória da saída do Canal de Tráfego em Camaçari. De acordo com a Concessionária Bahia Norte, responsável pela administração da via, o condutor do veículo teve ferimentos leves e foi atendido pela equipe médica da concessionária.

    O caminhão pertence a transportadora Trelsa e estava seguindo para descarregar na Unigel. O Corpo de Bombeiros foi acionado e constatou que não houve vazamento do produto químico. A pista segue totalmente bloqueada até que seja feito o transbordo do produto e a retirada do caminhão.

    Enquanto durar a operação, a Bahia Norte orienta que os motoristas sigam pela Rua Eteno, dentro do Polo Petroquímico ou utilizem a BA-093. A Polícia Militar Rodoviária (PMRV) também está no local, monitorando a operação.

  • Secretaria de Educação inicia oferta de Oficina de Libras nas escolas municipais onde há alunos surdos

    Garantir a inclusão social através da extensão da oferta do ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras) para todos os alunos das turmas onde há estudantes surdos. Foi com esse objetivo que a Secretaria da Educação (Seduc), por meio da Coordenação de Inclusão Educacional, iniciou nesta quarta-feira (18/5), a Oficina “Libra em Sala”.

    De acordo com a secretária da Educação, Neurilene Martins, a concepção de ações dessa natureza parte da percepção das necessidades reais dos alunos da rede. “A educação é para todos, como estabelece a Constituição Federal. A Oficina Libras em Sala existe nessa perspectiva e, por isso, passa a compor o conjunto de iniciativas exitosas concebidas pela inteligência da rede, no sentido de garantir a inclusão efetiva dos nossos alunos”.

    A primeira unidade contemplada foi a Escola Municipal Santa Maria, mais especificamente a turma do 4º ano, da qual a estudante surda Angélica Bastos, de 12 anos, faz parte. Com a intermediação da professora Roseli Cruz, que ministra a oficina, a aluna manifestou sua alegria em ver a turma mobilizada para aprender Libras e interagir melhor com ela. “Estou gostando de aprender cada vez mais a Língua Brasileira de Sinais e muito feliz porque meus colegas vão aprender também”, disse Angélica.

    Uma das colegas mais próximas de Angélica é a aluna Samilly Suelen Silva, 10 anos. “Eu ainda não sei muito de Libras, mas a gente já consegue se entender. Agora só vai melhorar. Ela é legal, engraçada e muito importante pra mim”, descreveu. O sentimento de união é compartilhado com os demais estudantes, como demonstra o aluno Breno Silva, 9 anos. “É uma experiência muito importante, além de ser um aprendizado muito útil. Todos nós sempre protegemos e cuidamos da nossa colega Angélica”, afirmou.

    Roseli Cruz explica que essa é a estreia de uma iniciativa que será contínua e estendida progressivamente para as demais turmas onde há estudantes surdos em todas as escolas da rede pública municipal. “Já definimos a data e o local da próxima oficina. No dia 31 de maio, estaremos com uma turma do 8º ano da Escola Municipal Denise Tavares”, revelou.

    A professora também conduz as visitas técnicas para diagnóstico de aprendizagem nas escolas e encaminha os alunos surdos tanto para o Centro de Referência à Inclusão Escolar (Crie), onde aprendem e aperfeiçoam o uso da Libras com a professora Izabel Vasconcelos, quanto para a sala multifuncional da Escola Municipal Professora Ilda Leal Ulm da Silva – Caic, onde há o ensino de português como segunda língua para os surdos, com aulas conduzidas pela professora de Português e Libras, Gessivalda Costa.

  • Pedágios das BRs 116 e 324 têm novo valor a partir desta quinta (19)

    Quem passar pelos pedágios das BRs 116 e 324, a partir desta quinta-feira, 19, vão se deparar com os novos valores praticados.

    Nas praças P1 e P2 (ambas na BR-324), por exemplo, a tarifa vai custar R$ 2,90 – antes, R$ 2,40. Já no caso das praças P3, P4, P5, P6 e P7 (BR-116), o valor aplicado será de R$ 5,10 – antes, R$ 4,30.

    A mudança no valor veio após decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), da última quarta-feira, 11.

    Na deliberação, o presidente da Corte, ministro Humberto Martins, foi em sentido contrário a uma decisão favorável à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que permitia a redução do valor do pedágio.

    Em nota enviada ao G1, a autarquia federal informou que vai analisar o teor da decisão, quando for notificada, e irá se manifestar perante o STJ.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.