Domingo, 19 Setembro 2021 | Login
Internet Explorer será desativado pela Microsoft em 15 de junho de 2022

Internet Explorer será desativado pela Microsoft em 15 de junho de 2022

O antigo o famoso navegador Internet Explorer será aposentado pela Microsoft. A empresa agendou para 15 de junho de 2022 o dia em que irá ocorrer a desativação.

Lançado em 1995, o Internet Explorer se tornou o navegador dominante por mais de uma década, já que era fornecido com o sistema operacional Windows da Microsoft, que vinha pré-instalado em bilhões de computadores.

Contudo, com o avanço no mundo tecnológico, o navegador começou a perder para o Chrome do Google no final dos anos 2000, tornando-se apenas objeto de incontáveis meme nas redes sociais devido à sua lentidão.

Desativando o Internet Explorer, a Microsoft avança com foco no seu novo navegador, o Edge, para enfrentar o Chrome. O Edge foi lançado em 2015 e roda com a mesma tecnologia do navegador do Google, tendo passado por recentes atualizações.

Itens relacionados (por tag)

  • Senai Cimatec realiza pesquisa nacional sobre Inteligência Artificial

    O Senai Cimatec, do sistema da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), vai coordenar uma pesquisa nacional em inteligência artificial com foco na indústria. Trata-se de uma chamada pública que divulgou os nomes dos seis centros de pesquisas envolvidos em evento online. O Cimatec e os parceiros do projeto serão responsáveis, futuramente, pela implementação de uma plataforma digital aberta de ciência de Dados e inteligência artificial para a Indústria 4.0.

    A chamada é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Comitê Gestor da Internet no Brasil CGI.BR e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Cada centro receberá R$ 1 milhão de investimento por ano, por um período de até 10 anos. Empresas parceiras também disponibilizarão o mesmo valor, o que totaliza R$ 20 milhões por Centro.

    Atualmente, o Centro de Referência em IA do Cimatec tem, em desenvolvimento, estudos sobre Visão Computacional (processamento de imagens do mundo real por computador), Machine Learning (Aprendizagem de Máquina), Deep Learning (aprendizagem profunda de máquina), processamento de linguagem natural.

    “Muitas pessoas acham que a IA ainda é uma ciência de um futuro distante, mas muitas das tecnologias desenvolvidas já estão presentes no nosso cotidiano, como sistemas de reconhecimento facial, robôs de atendimento ao consumidor, e até estudos sobre ondas de infecção da Covid”, explica o gerente do Centro de Supercomputação do Senai Cimatec, Adhvan Furtado (foto).

  • EUA: agências recomendam suspensão da vacina J&J após casos de coágulos

    A Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, pela sigla em inglês) e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças do país, conhecido como CDC, recomendaram nesta terça-feira (13) que o uso da vacina contra covid-19 da Johnson & Johnson (J&J) seja interrompido após relatos de casos de coágulos desenvolvidos por pessoas que receberam o imunizante.

    A FDA e o CDC estão avaliando dados envolvendo seis casos de coagulação. A vacina é produzida pela Janssen, unidade europeia da J&J com sede na Bélgica. Fonte: Dow Jones Newswires.

    EUA: agências recomendam suspensão da vacina J&J após casos de coágulos

  • Joe Biden toma posse como novo presidente dos EUA

    O democrata Joe Biden tomou posse nesta quarta-feira (20) como novo presidente dos EUA, após vencer as eleições em novembro, derrotando o então presidente Donald Trump. Tanto Biden como a vice, Kamala Harris, fizeram o juramento em cerimônia no Capitólio, em Washington. "Juro solenemente que vou desempenhar com fidelidade o cargo de presidente dos Estados Unidos. Farei tudo que estiver ao meu alcance para preservar, proteger e defender a Constituição", disse o agora líder da Casa Branca, com uma das mãos sobre uma Bíblia.

    Depois da invasão do Capitólio por apoiadores de Trump no último dia 6, a cerimônia não foi aberta ao público e contou somente com convidados. Trump não compareceu à posse, quebrando com uma tradição secular do país. Outros ex-presidentes estiveram presentes, como os democratas Barack Obama e Bill Clinton e o republicano George W. Bush. O vice-presidente de Trump, Mike Pence, também estava na posse.

    A cantora Lady Gaga, apoiadora que fez campanha para Biden no ano passado, cantou o hino dos EUA na cerimônia. Outros artistas também se apresentaram, como Jennifer Lopez.

    A ex-senadora Kamala, 55 anos, teve o juramento da posse conduzido pela juíza da Suprema Corte SOnia Sotomayor, se tornando a primeira mulher a ocupar o cargo na história do país. Já o juramento de Biden foi conduzido pelo presidente da Suprema Corte, John G. Roberts Jr.

    Segurança
    A cerimônia contou com proteção de 25 mil homens e mulheres da Guarda Nacional, além de aparato de defesa que incluia caminhões militares, blindados, barreiras e grades impedindo acesso ao local. A invasão dos apoiadores de Trump ao Capitólio aconteceu durante a certificação da vitória de Biden pelo Congresso, em contestação ao resultado da eleição.

    Também por motivos de segurança, o tradicional desfile de carro aberto pela Pennsylvania Avenua após a posse, até a Casa Branca, foi cancelado. Normalmente, a população fica pelo caminho cumprimentando o presidente. No lugar das pessoas, 200 mil bandeiras americanas foram cravadas no gramado do local, para representar o povo.

    Biden foi eleito ao garantir 306 votos no Colégio Eleitoral, frente a 232 de Trump, nas eleições realizadas em novembro de 2020. O republicano demorou para aceitar a derrota, contestando o resultado em diversas cortes, mas todos os pedidos foram rejeitados por falta de indício das fraudes alegadas.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.